sábado, 6 de julho de 2013

Reservas cambiais voltam a aumentar


http://i1.trekearth.com/photos/52680/djidi-004.jpg

Fonte: Jornal de Angola

As reservas internacionais líquidas de Angola atingiram os 34,4 mil milhões de dólares (3,44 triliões de kwanzas), no mês de Maio, contra os 33 mil milhões de dólares registados em Abril, informou o Banco Nacional de Angola (BNA) na sua página electrónica.

O volume de reservas internacionais líquidas é um dos principais fundamentos da robustez da estabilidade macroeconómica de Angola. Nos últimos três anos, as reservas cresceram 100 por cento, o que permitiu cobrir mais dois meses e meio de importação, enquanto os dados da conta externa evidenciam um recorrente saldo positivo da Balança de Pagamentos (BoP).

Se em 2010, as reservas internacionais líquidas atingiram os 17,3 mil milhões de dólares, no ano seguinte, este valor cresceu para 26,08 mil milhões de dólares (2,6 triliões de kwanzas). Em 2012, as reservas atingiram os 33,7 mil milhões de dólares (3,37 triliões de kwanzas).

O economista Manuel Nunes Júnior disse que até ao fim deste ano, as reservas externas de Angola vão situar-se em 43 mil milhões de dólares (quatro triliões e 30 mil milhões de kwanzas).

De acordo com as metas do Governo para o final do período que vai até 2017, projecta-se que as reservas internacionais se situem ao redor dos 53 mil milhões de dólares (cinco triliões e 300 mil milhões de kwanzas).

O banco central informou ainda que, na semana de 24 a 28 de Junho, vendeu divisas ao sistema bancário no montante de 450 milhões de dólares. A taxa de câmbio do kwanza face ao dólar é de 96,566.

A Luibor (“Luanda Interbank Offered Rate”) “overnight” situou-se no final do período em 6,13 por cento, em baixa marginal relativamente à registada na semana anterior e a Luibor nas maturidades de 30, 90, 180, 270 e 360 dias situou-se em 8,03 por cento, 8,87 por cento, 9,42 por cento, 9,98 por cento e 10,43 por cento. 

A taxa de câmbio média de referência, de venda do dólar face ao kwanza foi de 96,566, com ligeira variação em relação à semana anterior. Para a gestão da despesa corrente do Tesouro, o Banco Nacional de Angola colocou no mercado primário Títulos do Tesouro no montante de  9,5 mil milhões de kwanzas, sendo 7,2 mil milhões em Bilhetes do Tesouro e 2,3 mil milhões de kwanzas em Obrigações do Tesouro.

As taxas de juro médias apuradas foram de 4,37 por cento e 5,87 por cento ao ano, para os Bilhetes do Tesouro com 182 e 364 dias de maturidade. Para as Obrigações do Tesouro as taxas de juro apuradas foram de sete, 7,25 e 7,75 por cento, ao ano para as maturidades respectivas de dois, três e cinco anos. 

No mercado interbancário, os bancos realizaram entre si cedências de liquidez overnight sem garantia de títulos no montante de 150 mil milhões de kwanzas, cerca de 40,09 por cento inferior ao volume de transacções da semana anterior, de 250,3 mil milhões de kwanzas. O volume médio diário das transacções foi de 30,0 mil milhões de kwanzas.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Enviar um comentário