terça-feira, 18 de junho de 2013

No Bengo, a malária causou cerca de 60 mortes no primeiro trimestre




http://2.bp.blogspot.com/-Ui_TdFZzhL8/T5lYFVuEBzI/AAAAAAAAZw4/OeT7I_FwWyQ/s1600/555607_10150772560969182_546724181_9564083_2074724631_n.jpg
Fonte: Angop

Caxito – Cinquenta e oito pessoas morreram por malária de Janeiro a Março deste ano, na província do Bengo, informou hoje (terça-feira) à Angop em Caxito, a oficial provincial de luta contra a malária, Ngenda Niuki Filipe.

A responsável disse que dessa cifra, o sector registou uma diminuição de mortalidade por malária comparativamente ao mesmo período do ano anterior, sem, no entanto, adiantar números.

Segundo Ngenda Filipe, os casos de morte por malária desceram consideravelmente na província do Bengo, nos últimos tempos, como resultado dos investimentos feitos pelo executivo na melhoria da assistência médica e medicamentosa em diferentes unidades
sanitárias, bem como em programas de educação para a saúde.

Salientou que a redução de casos de malária se deve ainda aos esforços que os técnicos da saúde estão desenvolvendo junto das comunidades tendentes a combater esta doença, aumento das unidades sanitárias e da melhoria da assistência médica e
medicamentosa.

Apontou os municípios do Dande e Nambuangongo como as circunscrições de maior foco da doença.

Neste mesmo período, foram distribuídos de forma gratuita dois mil 271 mosquiteiros impregnados com insecticida às mulheres grávidas e crianças dos zero aos cinco anos de idade.

Fez saber que para além da distribuição de mosquiteiros impregnados as autoridades sanitárias têm realizado campanha de sensibilização junto das comunidades, bem como o combate anti-larval, com vista a diminuir o índice da doença.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Enviar um comentário